facebook instagram
Cuiabá, 19 de Julho de 2024
logo
19 de Julho de 2024

Penal Quarta-feira, 10 de Julho de 2024, 09:00 - A | A

10 de Julho de 2024, 09h:00 - A | A

Penal / ESTUPRO DE VULNERÁVEL

Após quebra de sigilo, Justiça determina prisão de suspeito

O Judiciário autorizou a quebra do sigilo de dados telefônicos do suspeito, que possibilitou reunir informações do crime cometido pelo investigado

Da Redação



A Justiça autorizou a quebra do sigilo de dados telefônicos de um homem suspeito por estupro de vulnerável contra a enteada, de 12 anos. A partir do conteúdo encontrado no aparelho telefônico, foi expedido um mandado de prisão contra o investigado.

A equipe da Delegacia de Defesa da Mulher de Primavera do Leste cumpriu a ordem de prisão na segunda-feira (8).

Em maio deste ano, o investigado foi preso pela primeira vez pela Polícia Civil após a denúncia do estupro de uma adolescente, que era conhecida do suspeito. Ele frequentava o comércio dos pais da vítima.

Após a prisão, o celular dele foi entregue à esposa, que encontrou no aparelho do marido um perfil falso, em uma rede social, onde ele simulava conversas a fim de pressionar a enteada a manter relação sexual. No celular havia ainda vídeos e fotografias com cenas do crime sexual contra a menor.

A delegada Anamaria Machado Costa representou ao Poder Judiciário pela quebra do sigilo de dados telefônicos do suspeito, medida deferida que possibilitou reunir informações do crime cometido pelo investigado.

Além das informações extraídas do celular, a Polícia Civil requisitou exame pericial e um laudo psicológico da adolescente de 12 anos, que comprovaram o abuso sexual contra a enteada.

Após reunir os elementos probatórios, a delegada representou pela prisão preventiva do investigado, que já estava detido pelo primeiro crime. O mandado foi cumprido na Cadeia Pública de Primavera do Leste. (Com informações da Assessoria da PJC-MT)