facebook instagram
Cuiabá, 20 de Julho de 2024
logo
20 de Julho de 2024

Penal Sexta-feira, 04 de Dezembro de 2020, 10:33 - A | A

04 de Dezembro de 2020, 10h:33 - A | A

Penal / OPERAÇÃO VETUS

Acusados de violência são afastados de lar de idosos

Foram cumpridas 13 medidas cautelares inominadas de afastamento de lar (nove na Capital e quatro em Várzea Grande) e também realizada a checagem de denúncias anônimas em alguns pontos da região metropolitana

Da Redação



A Polícia Civil de Mato Grosso deflagrou, nesta sexta-feira (4), a Operação Vetus contra crimes de violência contra o idoso em Cuiabá e Várzea Grande.

Foram cumpridas 13 medidas cautelares inominadas de afastamento de lar (nove na Capital e quatro em Várzea Grande) e também realizada a checagem de denúncias anônimas em alguns pontos da região metropolitana.

As equipes policiais também realizaram visita em dois abrigos de idoso de Cuiabá para verificar as condições do ambiente e de atendimento aos idosos.

Segundo o delegado do Núcleo de Atendimento ao Idoso (NAI) de Cuiabá, Vitor Chab Domingues, os principais crimes investigados pela operação são maus tratos contra idosos, apropriação de proventos, retenção de cartão de crédito, abandono de idoso, omissão de socorro e discriminação por motivo de idade.

Desde o início da operação, no mês de abril até o momento, já foram apuradas 279 denúncias, realizados 800 atendimentos, 668 procedimentos nas delegacias, entre Inquéritos Policiais e Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) e 18 prisões.

Das ações realizadas pelo NAI em Cuiabá, foram 16 pessoas presas, 498 vítimas atendidas, 225 diligências, 216 denúncias apuradas, nove medidas cautelares de afastamento de lar, 501 inquéritos instaurados e 98 TCO's lavrados.

Em Várzea Grande, duas pessoas foram presas, 84 vítimas atendidas, 63 diligências, 63 denúncias apuradas quatro medidas cautelares de afastamento de lar, 57 inquéritos policiais instaurados e 12 TCO's lavrados.

Operação Vetus

A operação integrada, teve início no dia 1º de outubro (Dia Internacional do Idoso) e foi planejada tendo em vista o aumento de denúncias de abuso registradas durante o período da pandemia, pelo Disque 100, do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos.

A operação é coordenada Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) e acontece também em outros 25 estados do país e no Distrito Federal. (Com informações da Assessoria da PJC)