facebook instagram
Cuiabá, 19 de Junho de 2024
logo
19 de Junho de 2024

Penal Quinta-feira, 25 de Julho de 2019, 14:33 - A | A

25 de Julho de 2019, 14h:33 - A | A

Penal / PECULATO

Ex-secretária de Saúde é presa por supostamente desviar verbas em MT

Segundo apurado, foram identificadas possíveis fraudes e desvios de verbas públicas, do setor da saúde, ocorridas no curto período temporal, em que a investigada atuou como gestora à frente da secretaria do município

Da Redação



Uma ex-secretária municipal de Paranaíta (a 851 km de Cuiabá) foi presa pela Polícia Judiciária Civil, ontem (24), por participar de fraudes e desvios na prefeitura da cidade.

A ex-servidora, N.M.G.S., foi localizada pelos policiais civis no bairro Jardim das Araras, na cidade de Alta Floresta (802 km ao Norte), onde foi dado cumprimento da ordem de prisão preventiva por crime de peculato.

Segundo apurado, durante auditoria realizada pela Prefeitura de Paranaíta, foram identificadas possíveis fraudes e desvios de verbas públicas, do setor da saúde, ocorridas no curto período temporal, em que a investigada atuou como gestora à frente da secretaria do município.

Conforme o delegado de Paranaíta, Pablo Bonifácio Carneiro, com base nas informações, a prefeitura acionou o Ministério Público, que instaurou o inquérito civil para apurar os fatos.

"Na condição de servidora, ela é acusada de fraudar e desviar para conta de terceiros, benefícios financeiros oferecidos pela Prefeitura de Paranaíta, para custear as diárias (despesas de alimentação e hospedagem) de pacientes e acompanhante, que realizam tratamento médico em outra circunscrição. No decorrer das diligências, o MP representou pela prisão da suspeita, deferido pelo Poder Judiciário”, disse Pablo Carneiro.

Diante do mandado de prisão expedido, os policiais civis deram o cumprimento a ordem na cidade Alta Floresta. A suspeita foi ouvida e posteriormente apresentada para audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça.

Um inquérito policial foi instaurado pela Polícia Civil de Paranaíta, que continua as investigações no âmbito criminal, para apuração e responsabilização das partes. (Com informações da Assessoria da PJC)