facebook instagram
Cuiabá, 20 de Julho de 2024
logo
20 de Julho de 2024

Administrativo Terça-feira, 27 de Outubro de 2020, 15:53 - A | A

27 de Outubro de 2020, 15h:53 - A | A

Administrativo / ADOÇÃO

Pedidos de habilitação devem ser feitos somente pela internet

Com a pandemia da Covid-19 e a virtualização de todos os processos físicos migrados para o Processo Judicial Eletrônico (PJe), os interessados em adotar não precisam mais se deslocar até às varas da Infância e Juventude

Da Redação



O pedido de habilitação dos pretendentes que buscam ser pais adotivos passaram a ser feitos por cadastro virtual em Mato Grosso. É o que informou a Comissão Estadual Judiciária de Adoção (Ceja-MT).

Com a pandemia da Covid-19 e a virtualização de todos os processos físicos migrados para o Processo Judicial Eletrônico (PJe), os interessados em adotar não precisam mais se deslocar até às varas da Infância e Juventude.

A secretária da Ceja, Elaine Zorgetti Pereira explicou que agora tudo deve ser feito de forma on-line, o que traz maior acessibilidade a todos os interessados.

“Queremos orientar sociedade que com a pandemia e implantação do PJe no Poder Judiciário os processos estão sendo migrados e muitos não tramitam mais fisicamente. Os pretendentes têm que acessar o cadastro on-line e isso facilita muito porque pelo próprio smartphone a pessoa pode acessar o cadastro. Já tínhamos esse cadastro informatizado no site do TJ, na página da Ceja, e as pessoas ainda podiam procurar as varas da infância, mas agora deve ser feito somente pela internet”, disse Elaine.

Ainda segundo a secretária da Ceja, desde o início do período pandêmico os trabalhos não foram interrompidos.

“Mesmo com a pandemia a Ceja não interrompeu seu trabalho e principalmente os juízes das varas da infância, com todas as dificuldades por causa desse período, continuaram trabalhando. Foram feitas entregas voluntárias, adoções com todo o cuidado que é preciso ter. Os processos não pararam”, afirmou.

Como o sistema ainda está em processo de integração com o PJe, aqueles que se cadastrarem devem ligar na respectiva Vara da Infância para saber o número do processo protocolado para acompanhar seu andamento.

Para preencher o formulário clique aqui. (Com informações da Assessoria do TJMT)