facebook instagram
Cuiabá, 22 de Julho de 2024
logo
22 de Julho de 2024

Administrativo Sábado, 19 de Dezembro de 2020, 08:35 - A | A

19 de Dezembro de 2020, 08h:35 - A | A

Administrativo / REGIME DE PLANTÃO

Magistrados julgam causas do TJ durante final de semana e recesso

Eles ficam responsáveis pelo recebimento dos feitos cíveis e criminais de urgência, como mandados de segurança e habeas corpus

Da Redação



Os desembargadores Nilza Maria Pôssas de Carvalho, Helena Maria Bezerra Ramos e Mário Roberto Kono de Oliveira são os plantonistas do Tribunal de Justiça de Mato Grosso neste fim de semana (19 e 20 de dezembro) e durante todo o período de recesso forense (21 de dezembro a 6 de janeiro).

Eles ficam responsáveis pelo recebimento dos feitos cíveis e criminais de urgência, como mandados de segurança e habeas corpus.

Os magistrados contam com a assessoria da Primeira e da Quarta Secretarias de Direito Privado, que atendem pelo número do celular do plantão: (65) 99989-5920.

O sistema de plantão só é aplicável nos feriados, finais de semana para apreciação de medidas judiciais que reclamem soluções urgentes, e após o expediente forense (19h) durante os dias de semana (até às 11h59). Outrossim, durante o plantão devem ser seguidas as regras da CNGC aplicáveis à situação em questão.

Em virtude das medidas temporárias de prevenção ao contágio pelo Covid-19 (novo coronavírus), fica dispensado o comparecimento pessoal no plantão judiciário forense da primeira e segunda instâncias.

Comarcas

Em Cuiabá, neste fim de semana (19 e 20 de dezembro), as ações cíveis urgentes ficam a cargo da juíza Rita Soraya Tolentino de Barros, da Segunda Vara Especializada de Direito Bancário. A gestora Laura Ferreira Araújo e Medeiros dá suporte à magistrada e o contato é: (65) 99948-8823.

Os casos criminais, das 14h do dia 18/12 às 19h do dia 19/12, ficam sob a responsabilidade da juíza Silvana Ferrer de Arruda, da Quinta Vara Criminal, com auxílio do gestor Weksley Baltazar Silva, que poderá ser contatado pelo telefone (65) 99949-0558. Das 19h do dia 19/12 até às 19h do dia 21/12, o plantão criminal fica sob o comando do juiz Lídio Modesto da Silva Filho, da Quarta Vara Criminal, com auxílio da gestora Roberta Soares Muller, q ue atenderá pelo telefone: (65) 99949-0558.

No Fórum de Várzea Grande e Poconé, as ações cíveis e criminais de urgência são recebidas pelo juiz Abel Balbino Guimarães, da Quarta Vara Criminal, neste fim de semana (19 e 20/12). O apoio ao plantão será realizado pelo gestor Heuder Lima de Assis. O telefone de contato é: (65) 99225-1385.

Para atendimento das medidas urgentes de saúde pública, de competência da 1ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Várzea Grande, o TJ disponibilizou o telefone (65) 99202-6105.

Medidas emergenciais

A Resolução n. 10/2013/TP regulamenta as matérias cabíveis de interposição durante o plantão judiciário. São elas: habeas corpus e mandados de segurança em que figurar como coator autoridade submetida à competência jurisdicional do magistrado plantonista; medida liminar em dissídio coletivo de greve; comunicações de prisão em flagrante e a apreciação dos pedidos de concessão de liberdade provisória; em caso de justificada urgência, de representação da autoridade policial ou do Ministério Público visando à decretação de prisão preventiva ou temporária; pedidos de busca e apreensão de pessoas, bens ou valores, desde que objetivamente comprovada a urgência; medida cautelar, de natureza cível ou criminal, que não possa ser realizada no horário normal de expediente ou de caso em que da demora possa resultar risco de grave prejuízo ou de difícil reparação; medidas urgentes, cíveis ou criminais, da competência dos Juizados Especiais a que se referem as Leis nº 9.099, de 26 de setembro de 1995, e 10.259, de 12 de julho de 2001, limitadas as hipóteses acima.

Durante o plantão não serão apreciados pedidos de levantamento de importância em dinheiro ou valores nem liberação de bens apreendidos.

As demais ações, distribuídas durante o horário de expediente no PJe, devem seguir o fluxo normal, com a regular distribuição, e as eventuais ações físicas deverão obedecer às orientações dos diretores de Foro de cada comarca.

Conforme estabelece a Portaria Conjunta 271-Pres/CGJ, fica regulamentado o encaminhamento dos alvarás de soltura e mandados de prisão aos estabelecimentos prisionais de Cuiabá e Várzea Grande por malote digital ou e-mail institucional para o seu devido cumprimento. A medida se refere ao Provimento n. 48/2019-CGJ para o segundo grau de jurisdição do Tribunal de Justiça estadual.

Veja aqui os plantões das comarcas. (Com informações da Assessoria do TJMT)