facebook instagram
Cuiabá, 16 de Junho de 2024
logo
16 de Junho de 2024

Administrativo Sábado, 07 de Setembro de 2019, 07:20 - A | A

07 de Setembro de 2019, 07h:20 - A | A

Administrativo / EM CUIABÁ

Judiciário cria Rede de Enfrentamento contra violência doméstica

O programa prevê o acolhimento das mulheres vítimas por meio dos trabalhos prestados pelas secretarias municipais e também pelos órgãos que compõem o sistema de justiça

Da Redação



O Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) firmou parceria, nesta sexta-feira (6), para implantar a Rede de Enfrentamento à Violência em Cuiabá. A ação prevê o acolhimento das vítimas por meio dos trabalhos prestados pelas secretarias municipais e também pelos órgãos que compõem o sistema de justiça.

A presidente da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Cemulher), desembargadora Maria Erotides, destacou que a rede deve auxiliar na redução dos índices de violência contra a mulher, garantir e proteger os direitos das vítimas e também promover mudança cultural a partir da disseminação de atitudes igualitárias e respeito.

“Essa parceria cria a rede de enfrentamento à violência em nível municipal e as atividades serão realizadas por meio das secretarias municipais, pois são eles quem executam as atividades e estão próximos da mulher que sofre. Esta resolução cria um fluxo de trabalho voltado para o enfrentamento da violência doméstica e quando toda a sociedade está envolvida na proteção da mulher que é vítima da violência doméstica, com certeza, os números diminuem”.

A magistrada explicou ainda que é necessário também que as mulheres que passam por essa situação de violência denunciem.

“Mulher nenhuma pode viver em nível de violência, apanhando ou se submetendo à violência. A rede é criada para que ela possa sair de desse ciclo, se capacitar, se profissionalizar, receber ajuda jurídica, psicológica e consiga criar sua família de forma sadia e possa ser inteiramente mulher”. (Com informações da Assessoria do TJMT)