facebook instagram
Cuiabá, 17 de Junho de 2024
logo
17 de Junho de 2024

Administrativo Terça-feira, 25 de Junho de 2019, 14:18 - A | A

25 de Junho de 2019, 14h:18 - A | A

Administrativo / INOVAÇÃO

Audiências de conciliação podem ser realizadas por videoconferência

O juiz-coordenador Nupemec, Hildebrando da Costa Marques, explicou que a utilização do recurso tecnológico irá facilitar a participação das partes

Da Redação



As audiências realizadas pela Central de Conciliação e Mediação do 2º Grau, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), agora podem ser feitas por meio de videoconferência, o que permite que pessoas ausentes da comarca possam buscar a solução para seus conflitos por meio de métodos consensuais, mesmo à distância.

O juiz-coordenador do núcleo que gerencia a autocomposição no âmbito do TJMT (Nupemec), Hildebrando da Costa Marques, explicou que a utilização do recurso tecnológico irá facilitar a participação das partes.

“Como o Tribunal concentra processos oriundos de comarcas de todo o estado, muitas vezes a pessoa que está em uma comarca mais distante, ao receber a intimação para a audiência de conciliação ou de mediação, acaba não vindo em razão do custo, da distância e outros compromissos. Com o recurso da videoconferência, sua participação ficou muito facilitada. O sistema é muito simples, possibilita inclusive que a pessoa participe por um celular, por um tablet, notebook ou computador de casa”, disse.

Ao implementar a tecnologia, a expectativa do Nupemec é aumentar a participação e, consequentemente, os índices de acordo.

“Se aumentarmos o índice de participação nessas audiências, a possibilidade de mais acordos acontece. No Cejusc de 2º grau havia essa barreira da distância e que agora nós conseguimos romper. A pessoa se sente valorizada, se sente bem tratada e respeitada quando é colocado à disposição um recurso que facilita seu acesso à audiência”, acrescenta o magistrado. (Com informações da Assessoria do TJMT)