facebook instagram
Cuiabá, 18 de Julho de 2024
logo
18 de Julho de 2024

Cível Quinta-feira, 09 de Julho de 2020, 08:58 - A | A

09 de Julho de 2020, 08h:58 - A | A

Cível / FRAUDES

Justiça suspende concurso após filha de prefeito ser aprovada

Segundo o MPE, a filha do prefeito de Porto Esperidião foi classificada no referido concurso para o cargo de professora e que por isso o prefeito estaria resistindo em promover a anulação do certame

Da Redação



Está suspenso, por determinação judicial, o concurso público realizado pelo município de Porto Esperidião (a 328 Km de Cuiabá), por supostas fraudes. A decisão também abrange as nomeações já efetivadas.

O Ministério Público do Estado (MPE), que ingressou com uma ação civil pública contra o Município, afirmou que, mesmo após notificação recomendatória para não homologação do concurso, em razão das fraudes verificadas, o Município optou por dar continuidade ao certame, tendo inclusive efetivado algumas nomeações.

De acordo com o MPE, a filha do prefeito de Porto Esperidião foi classificada no referido concurso para o cargo de professora e que por isso o prefeito estaria resistindo em promover a anulação do certame.

Outras irregularidades foram apontadas, como malote de provas sem lacre, indicando que abertura ocorreu antes da aplicação do exame; diversas falhas nas atas de ocorrências das provas e candidatos aprovados no concurso com gabaritos corrigidos de forma errônea.

“Neste sentido, não restou outra alternativa senão procurar o Poder Judiciário visando a suspensão/anulação/cancelamento do concurso público nº 001/2020”, destacou a promotora de Justiça Natália Guimarães Ferreira.

Além do Município, a ação foi proposta também contra seis candidatos nomeados em razão da aprovação.

O descumprimento da liminar sujeitará o município ao pagamento de multa diária no valor de R$ 10 mil. (Com informações da Assessoria do MPE)